terça-feira, 21 de março de 2017

Teorias da conspiração, lógica formal e a cultura da corrupção

Resultado de imagem para charge corrupção brasil
Nikolai Sarikov, em um artigo sobre a mídia ocidental (http://resistir.info/varios/desinformacao_starikov_23out16_p.html), afirma que as populações do “ocidente” são mantidas na infantilidade. É só como se pode explicar as versões novelescas e conspirativas que agora pululam na internet.  Se um escândalo de corrupção cria problemas para  os exportadores de carne brasileiros, então isso já estaria planejado! O mesmo vale para as empreiteiras, e valeria até para a Petrobrás, que na verdade nunca foi afetada, a despeito das mentiras primeiro dos coxinhas, e agora dos petistas. Seria tudo parte de um grande plano! Que pessoas que pouco militaram caiam em estorinhas novelescas é triste mas compreensível, mas velhos militantes sabem que nada nunca sai como os planos! Ou como bem dizia Carl von Carsewitz, o mais genial dos planos não resiste ao mais mínimo contato com o inimigo. Decorar essa frase é fácil, compreendê-la é amadurecimento.

Não se pode esperar mais que lógica formal de teorias da conspiração e estorinhas maniqueístas. Por exemplo, ou bem o combate à corrupção é certo, ou é um ataque imperialista e uma manipulação.  O mundo real é mais complexo! O Brasil vive uma crise política, moral, cultural etc. profunda, correspondente à próxima (agüenta uma década?) queda do regime de 1988. A corrupção é endêmica, insuportável, já paralisou o país muito antes das prisões começarem. Os escândalos de corrupção não crescem porque alguém deseje, ou porque presidente tal ou tal liberou a Polícia Federal, mas porque a corrupção é generalizada e crescente, assim como a indignação popular. Qualquer cidadão pode fazer denúncias, anônimas, pela internet, ao Ministério Público Federal, e se o assunto for da alçada federal a PF investigará, por norma. Como a corrupção é muita, as denúncias são muitas e uma ou outra a PF pega. Não é conspiração, é podridão!

Por outro lado, claro, todos os demais países tiram vantagens e continuarão tirando de nossa crise interna. Só mesmo porque somos uma colônia (a partir de 1964 piorou) é que não compreendemos que todo país livre, soberano, se aproveita de qualquer incidente nos demais países para tirar vantagens econômicas. Não se trata de conspiração, são países soberanos que agora têm uma ótima desculpa para não comprarem nossa carne por uns tempos, o que lhes ajuda a resolver problemas de balança comercial, às nossas custas. É o preço de ainda não termos resolvido nossos problemas. A crise política, moral etc. ainda cobrará mais, até ser resolvida.

Em sua fase final o Pt está fortalecendo a cultura da corrupção que domina nosso país, tentando naturalizá-la, só para salvar seus ídolos, em decadência moral, física e política. Eis o conservadorismo, a verdadeira direita, a defesa real do capitalismo – defender a corrupção! Todos de rabo preso, todos corruptos, nada muda! E os 14 anos não ensinaram nada! Todas as perdas políticas resultantes da corrupção ou de se aliarem prioritariamente com a maior quadrilha do país não lhes ensinaram nada! Está na cara que acham que valeu a pena. Mais que isso, agora para certos petistas todo escândalo de corrupção é conspiração de direita, ou seja, a corrupção tem que ser tolerada, defendida.

Temos então a pior das estorinhas infantis, em que os corruptos são os mocinhos, os vilões combatem a corrupção, as pessoas indignadas são as manipuladas, e as que idolatram ladrões são as bem informadas. O imperialismo não aconteceria mais por meio do poder econômico, como Lênin explicou no livro “Imperialismo”, nem por meio das armas como se fazia antes, mas pelos meios que aprendemos com Holywood em filmes de espiões.

No mundo real o capital financeiro já domina completamente o Brasil há várias décadas, sobretudo depois de 1988. Toda a grande imprensa, e todos os políticos nacionais são da folha de pagamento dos grandes financistas mundiais. O Pt tem fornecido os empregados mais baratos e mais eficientes que os financistas já tiveram. Temer está tentando provar que é ainda mais eficiente, mas fato é que ele não é. Trata-se de um empregado velho e ultrapassado fazendo mais esforço do que pode para mostrar que ainda é melhor que os novinhos. Vai acabar tendo um problema de saúde, se não antes, imediatamente quando parar de se esforçar tanto. Acha que está agradando os patrões, mas agitou o país, levou o povo para as ruas.


As empresas afetadas, que segundo os petistas seriam a indústria nacional, são na verdade associadas ao capital estrangeiro, assim como existem empresas exclusivamente estrangeiras, corruptos de outros países etc., que perderam dinheiro com os escândalos de corrupção. Perderão muito mais! Enquanto a crise durar haverão perdas, e ela durará até se resolver.